outsourcing

Dica de Gestão – Outsourcing

Outsourcing – A Delegação Estratégica de Serviços a Terceiros

Outsourcing (em inglês out significa fora e source significa fonte) é o termo que se refere à ação de buscar mão de obra fora da empresa, terceirizar, como falamos no Brasil. É basicamente delegar serviços a empresas parceiras visando obter maior qualidade, produtividade ou redução de custos.

Terceirizar é uma tendência na gestão das empresas em todo o mundo, a competitividade acirrada em quase todos os setores não permite espaço para empresas generalistas e sem foco estratégico, até mesmo as gigantes são superespecializadas nas suas principais áreas de atuação e, para isto, é necessário que a atenção e os principais recursos sejam direcionados para as ações e processos que geram e sustentam o diferencial competitivo no mercado. A terceirização permite aumentar a capacidade produtiva sem adquirir novos equipamentos, contratar pessoas ou aumentar o espaço físico. Terceirizando também é possível obter serviços com alta qualidade ou até mesmo com flexibilidade quanto à demanda. Esta prática permite que se tenha acesso às melhores práticas de gestão do mercado ou que se obtenha a experiência em regulamentações complexas sem a necessidade de construir, gerir e sustentar uma equipe qualificada para este objetivo.

Quase todas as empresas possuem algum tipo de necessidade por serviços especializados, entre elas as demandas no âmbito jurídico, seja preventivo ou contencioso, mas isto não significa que a empresa precise ter o seu próprio departamento jurídico. Manter um departamento jurídico com especialistas tributários, trabalhistas, cíveis, societários e outros exige dedicação na gestão de um novo setor, espaço e recursos físicos, além de elevados custos com mão de obra e encargos sociais. Fato este que enrijece uma estrutura empresarial frente a um mercado que exige movimentos mais ágeis e flexíveis. Desta maneira, contanto que este tipo de atividade não faça parte do centro dos negócios da empresa, ter um suporte jurídico interno de qualidade geralmente é inviável, por isso a opção mais usual é terceirizar este tipo de serviço para prestadores de serviços especializados nesse tipo de demanda.

A decisão de delegar serviços a terceiros deve ter um alinhamento a partir da estratégia, é essencial para a contratante ter clareza se o objetivo de contratar uma consultoria é agilizar os processos, reduzir custos ou aumentar a qualidade dos serviços prestados. A partir de um entendimento claro das necessidades é possível definir requisitos para a prestação de serviços, e estes devem auxiliar na escolha de fornecedores adequados. Há pouco tempo ainda pensava-se que quanto maior o número de fornecedores e quanto mais barato fosse o preço, melhor seria a relação comercial. O problema é que milagres comerciais não existem, alguém sempre paga a conta, neste caso a competição de preço e a pluralidade de fornecedores afetam a qualidade dos serviços prestados. A terceirização está evoluindo, uma quantidade menor de fornecedores através de parcerias ganha-ganha gera vantagens competitivas. De um lado há serviços especializados, de qualidade e que agregam valor ao negócio, e de outro uma empresa que entende as nuances do negócio do seu cliente e recebe uma remuneração adequada.

Para dar segurança à relação, deve ser feito um contrato de prestação de serviços bem estruturado, com os valores, formas de pagamento, previsões inclusive de níveis de desempenho e até mesmo multas em caso de descumprimento de cláusulas. Os níveis de desempenho estabelecidos contratualmente devem ser monitorados através de métricas e indicadores. Além do contrato é necessário um determinado esforço por parte da empresa com a definição de processos para controlar a prestação de serviços, normalmente através de uma governança da terceirização.

Existem casos em que terceirização não deve ser feita, principalmente se o processo em questão é o principal diferencial competitivo da empresa no mercado. Isto coloca o bem mais valioso da empresa nas mãos de outro, gerando uma dependência excessiva de um fornecedor e um risco desnecessário. Por isso a terceirização é uma importante ferramenta estratégica que permite que as empresas mantenham o foco no seu core business, e ao mesmo tempo consigam melhorar a qualidade, aumentar a produtividade ou reduzir custos com serviços e processos de áreas como Logística, Contabilidade, Desenvolvimento de Sistemas, Recrutamento e Seleção, Suporte Jurídico e outras.

Luis Carlos Kobielski Filho

Administrador da Affectum Auditoria e Consultoria

Deixe um comentário!